BahiaEducação

Sindicato diz que professores não vão voltar às aulas na Bahia e Rui cita corte de salário para quem não retomar atividades

G1– O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB), Rui Oliveira, afirmou nesta quarta-feira (14) que a categoria não vai retornar às salas de aula neste mês de julho. Já o governador do estado, Rui Costa, informou, também nesta quarta, que quem não retornar às salas, na modalidade semipresencial, terá corte salarial dos dias não trabalhados.

O governador reafirmou que as aulas semipresenciais serão retomadas em 26 de julho e acrescentou que os servidores que não cumprirem a carga horária definida será penalizado com a não remuneração, como qualquer trabalhador que falte ao posto de trabalho.

“Se você faltar [o trabalho] dias seguidos e não justificar, você não receberá o salário e eventualmente poderá ser demitido. No caso do servidor público, ele precisa faltar 30 dias seguidos para eventualmente responder um processo administrativo por abandono de emprego e não ter mais o seu emprego”, disse o governador.

Rui Oliveira, do sindicato dos professores, diz que a volta não vai acontecer ainda este mês pela falta de imunização completa dos professores.

Segundo Oliveira, a decisão de retomada foi unilateral e os professores definiram que só irão retornar às salas de aula quando todos tiverem completado o calendário vacinal, o que não deve ocorrer no período definido para a volta às escolas.

“Para minha surpresa, de forma unilateral, é comunicado que nós vamos ter que dar aulas. Mas não vai acontecer porque nós temos uma decisão da categoria de só voltarmos com aulas presenciais depois de estamos imunizados com a primeira e segunda dose. E só vai concluir esse processo, no mais tardar, na primeira quinzena de agosto”, disse o professor.

O governador, no entanto, diz que muitos professores já receberam a segunda dose da vacina e a categoria reuniu condições que outras não tiveram – que é retornar aos trabalhos com pelo menos a primeira dose do imunizante.

“É preciso ter sensibilidade e prioridade com a educação. Então dia 26 as aulas retornam e a partir daí serão contabilizadas as presenças para, evidentemente, implicar na remuneração dos professores que serão remunerados pelos dias que derem aula. Assim como todo trabalhador é remunerado com os dias que comparece ao seu trabalho”, detalhou o governador.

Previsão de 100% de imunizados

Rui Costa também comentou sobre a aquisição da vacina russa Sputnik V, que, segundo ele, tem previsão de chegar na Bahia em 20 dias. O governador afirmou que 300 mil doses devem ser enviadas ao estado, das 10 milhões que foram compradas.

Com os imunizantes já no estado, a previsão do governo é que sejam definidas de quatro a seis cidades para ter toda a população adulta vacinada para fazer uma espécie de “teste” de como serão os efeitos de ter todo um município imunizado.

“A Anvisa estipulou 28 obstáculos para que colocássemos a vacina aqui no Brasil. A expectativa é que em torno de 15 dias a vacina esteja na Bahia. São 300 mil doses de um total de 10 milhões que nós compramos. Assim que chegarem, vamos definir quatro ou seis cidades, no máximo, para completar em 100% a imunização das pessoas acima de 18 anos. Para ter um efeito demonstração rápido para conferir a eficácia e eficiência da vacina”, declarou.

A expectativa do governador também é que, com a chegada da vacina russa, todo o público em condições de vacinação seja imunizado até o mês de outubro ou novembro.

“Com a Sputnik, posso avaliar que em outubro estaremos com 100% do público-alvo vacinado. E estamos trabalhando para isso, para acelerar. Vamos aplicar essas cidades no raio máximo de 100 km de Salvador para facilitar a logística, o monitoramento, dar celeridade para que possamos receber as 10 milhões de doses o mais rápido possível e garantir a imunização”, concluiu.

Etiquetas

Notícias VCA

Notícias Vitória da Conquista - Seu portal de Notícias de Conquista e toda Bahia.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar