Esporte

Após repercussão, Flu de Feira desiste do goleiro Bruno

A diretoria desistiu da contratação depois do comentário da jornalista Jéssica Senra

O Fluminense de Feira não vai mais contratar o goleiro Bruno, condenado pelo homicídio triplamente qualificado de Eliza Samúdio, em 2010.

Depois da grande repercussão, principalmente do comentário da jornalista da Rede Bahia, Jéssica Senra, o presidente do clube, Pastor Tom, falou da desistência. Ele concedeu uma entrevista coletiva, nesta terça-feira (07), na sede do clube, em Feira de Santana.

“Eu ouvi a maioria, então nesse exato momento nós estamos desistindo de trazer Bruno para o município de Feira de Santana, respeitando a torcida, respeitando todas aquelas pessoas que falaram do crime hediondo que o mesmo fez”, declarou.

Bruno foi preso em setembro de 2010 e condenado em 2013 pelo homicídio triplamente qualificado de Eliza Samúdio. O total da pena é de 20 anos e 9 meses, mas desde julho do ano passado (2019), está cumprindo no regime semi-aberto.

Desde que foi preso, ele fechou com o Boa Esporte, em 2017, e com o Poços de Caldas-MG, em 2019, mas neste último não chegou jogar. Depois da desistência do Fluminense, ele é cotado a jogar no Operário de Várzea Grande, do Mato Grosso.

 

Etiquetas

Notícias VCA

Notícias Vitória da Conquista - Seu portal de Notícias de Conquista e toda Bahia.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar